Patologias

Doenças do tecido conjuntivo

Sobre

O que são doenças do tecido conjuntivo?

Nesta categoria encontram-se localizadas as doenças provocadas por nosso próprio sistema imunológico (nosso sistema de defesa); elas se caracterizam por serem classificadas como fazendo parte do hall das doenças autoimunes. O fato é que estas patologias nada mais são que o fruto de um “ataque” de nosso sistema imunológico contra nossas células, que se faz de forma equivocada e sem causa aparente.

Como isto pode ocorrer?

Bem, o fato é que nosso sistema imunológico reconhece todos os nossos tecidos e órgãos como sendo “nossos”, e não tecidos estranhos. Nos portadores de doenças do tecido conjuntivo partes de nosso corpo não são reconhecidas, e por isto são atacadas por nossas células de defesa. Dentre estes tecidos encontramos mais comumente: a pele, a membrana que reveste internamente nossas articulações, vasos sanguíneos, mucosas, glândulas secretoras de saliva e muco, membranas basais dentre outras estruturas. A causa ainda é indefinida; existem teorias que associam estas condições a uma infecção viral prévia (em geral HPV), ou infecção por clamídias, estreptococos ou por salmonela, por exemplo; entretanto é bom ficar claro que em algumas destas patologias, deverá haver predisposição genética para que o indivíduo apresente os sintomas.

Quais são as patologias mais comuns?

Dentre as mais comuns podemos citar: artrite reumatoide, doença reumática, lúpus, doença de Reiter, doença de Sjögren, esclerodermia, espondilite anquilosante, espondiloartropatias soro negativas, doença mista do tecido conjuntivo, dentre inúmeras outras doenças que fazem parte deste grupo de patologias.

Quais são os sintomas?      

 A mais comum patologia do tecido conjuntivo é a artrite reumatoide, cujos sintomas mais comuns são: dores matinais em mãos, associado ao enrijecimento dos dedos, dores articulares em membros superiores e inferiores, surgimento de tumefações nas articulações ou áreas periarticulares (sinovites) , micronódulos cutâneos e impotência funcional progressiva.

Como devo proceder, a quem devo procurar?

O reumatologista é o profissional mais capacitado para efetuar o diagnóstico, tratamento e acompanhamento destas patologias. Entretanto, estamos diante de patologias que deixam sequelas quando não são tratadas em seus primórdios, ou o são, porém apenas de forma conservadora mesmo quando surgem as primeiras deformidades ou quando a sinovite (tumefação) não cede após 6 meses de tratamento medicamentoso. O paciente deve estar alerta que a sinovite é a maior causa de destruição articular, e sua remoção precoce é imprescindível. Converse com seu reumatologista, e institua uma equipe para lhe tratar, pois o tratamento é multidisciplinar.